segunda-feira, 21 de novembro de 2005

Doce novembro

Novembro não tem uma cara definida.
Não é o mês das férias, nem do carnaval, nem das festas juninas.
No máximo, é o mês que antecede o do natal, o mês do final de semestre em que estamos tacitamente imersos e relatórios disto e daquilo.

Talvez seja por isso mesmo, sempre tive a impressão que novembro voa: num piscar de olhos já passamos do dia 20.

Importante mesmo é que no décimo primeiro mês do calendário gregoriano, completo primaveras. 28, nesta edição.
28 com disposição de 18 e cabelos de 48.

Sobre a comeração, em breve fornecerei mais comandos ao corpo de baile.

Aguardemm

Um comentário:

Fábio disse...

Mês que vem sou eu...