segunda-feira, 27 de abril de 2009



Laaaá em cima, na estrada da Santa Inês, já em Mairiporã, fica a antiga serralheria que virou restaurante. Há uma deliciosa mesa de café da manhã com pães, sucos e doces bem servidos. A dica é ir em manhãs frias e, com um pouco de sorte, sentar pertinho do forno à lenha aí da foto. Como até gorfar por 17 reais. Música ao vivo: harpa, violino ou bandolim dependendo do dia.


Em 1900 a comunidade italiana paulistana decidiu criar uma festa que se tornasse ponto de encontro de todos os descendentes italianos em São Paulo. Acontece no meião do Brás, ali na rua Caetano Pinto, abrindo o calendário das festas italianas em São Paulo. Ok, o macarrão Petybom é mesmo de todas assim como o churrasquinho e o quentão. A difererença mesmo fica por conta da facilidade de locomoção (muuuito menos cheia que a Achiropita) e pelos preços amistosos. Neste ano a Casaluce acontecerá todos os finais de semana até 24 de maio. Desça na estação Pedro II. (Para alguma coisa essa estação serve, não é minha gente?)

Festa de Casaluce