quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Porque os jovens profissionais da geração Y estão infelizes

http://qga.com.br/comportamento/jovem/2013/09/porque-os-jovens-profissionais-da-geracao-y-estao-infelizes

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

O cessar-fogo e o toque do Shofar

Entramos em Elul, o último mês segundo o calendário judaico. Segundo a tradição, neste período que antecede o novo ano, 5775, devemos ouvir o toque do Shofar. O toque simboliza a necessidade de efetuar um exame de consciência e de aperfeiçoar o comportamento no intuito de melhorar o mundo para todos.

Amigos, ontem foi assinado um cessar-fogo ilimitado entre Israel e Hamas. Excelente oportunidade para que ambos (grifo no ambos) revejam posturas. Desejo que sejam capazes de uma reflexão sincera e comprometida para que os erros do passado não se repitam. Ótima oportunidade também para que nós nas redes sociais possamos juntos dialogar e construir mais e anular menos. Sem este esforço sincero e comprometido, o toque do Shofar de nada servirá. Sem isso, teremos, talvez, nada mais do que uma miragem de paz.


sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Os conflitos e o sal na mesa de Shabat

 Na tradição judaica, a mesa é como um altar. O talmud diz "A mesa de uma pessoa é como o altar que traz o perdão" (Berachot 55a, Talmud Babilônico, aprox. séc II EC). Nos sacrifícios trazidos para o altar do Templo usava-se sal e o costume de untar o pão com sal se desenvolveu como uma recordação do sistema de sacrifícios. Prezados, os sacrifícios em nossa tradição foram substituídos pela oração e principalmente pelas nossas *ações* (grifo meu). Que neste shabat possamos juntos, judeus e não judeus, refletir sobre o que de fato oferecemos com nossas ações no mundo real ou no mundo virtual em prol do diálogo e do entendimento. Shabat shalom lekulam.


Sobre o diálogo e a paz

Judeus se cumprimentam com Shalom e os muçulmanos com Salaam. Ao pé da letra Shalom e Salaam quer dizer paz. No hebraico, há uma variante: Ma shlomchá? (como está a paz em você?). Sempre me perguntei como é que pode dois povos que se cumprimentam diariamente com a palavra paz para dizer oi e tchau brigarem tanto um com outro e também entre si? Talvez seja para nos lembrar que a paz é mais do que um momento de calma que acontece por si só como mágica: a paz é a resolução pacífica de um conflito e para alcançá-la é necessário esforço e comprometimento *mútuo*. Talvez os cumprimentos Shalom e Salaam sejam para nos lembrar constantemente que precisamos nos envolver para que a paz se realize e que um caminho possível para isso é o diálogo, o olho no olho e a vontade de fazer diferente. Segue uma iniciativa bacana e Shabat Shalom. http://www.conib.org.br/blog/noticias/925/em_viena_jovens_muculmanos_e_judeus_combatem_juntos_antissemitismo_e_islamofobia

terça-feira, 17 de junho de 2014

domingo, 11 de maio de 2014

Programação do domingo, 11 de maio


Abertura no kibutz
"A Galileia cristã"
Batismo no Rio Jordão
Monte das bem aventuranças
Kappernaum (a cidade de Pedro)
Passeio de barco no mar da Galiléia (Kineret)
Subida as colinas do Golan (Monte Bental + Mitzpe Lashalom) - Divisa com a Síria
Jantar no hotel

Primeira noite em Tveria

sábado, 3 de maio de 2014

Shavua Tov!



sábado, 12 de abril de 2014

Pessach está chegando.

Além de comer quilos de matzá sabe o que celebramos? A Liberdade.
 A Liberdade de ser e de pensar e, por que não, de até um certo atrevimento em prol do bem e do justo para o outro.

Há um princípio descrito no Talmud que coloca o respeito às diferenças como superior ao cumprimento de todos os outros preceitos da Torah.

Cabe aos judeus acolherem os homossexuais e encontrarem um lugar dentro da comunidade - em patamar de igualdade e legitimidade de direitos e deveres. Que neste Pessach nós judeus não nos esqueçamos que por várias vezes já fomos perseguidos por sermos justamente... diferentes.

Que possamos avançar e incluir sempre dialogando a tradição com a modernidade. Que jamais nos esqueçamos de como o exercício da liberdade exige trabalho árduo, estudo, debate e muita, muita autenticidade.

Shabat Shalom e Chag Pessach Sameach!